25 julho, 2012

Carlos

Rosto amanhecido já encharcado de saudade
não a conheço, mas sinto profundamente,
como se em mim tocasse.


Versos trazendo recordações
aquele vento ralo que sacudiu o cabelo da menina,
um dia.


Versos antigos,
saudade eterna
do lugar vazio na mesa justa
da falta dele que dói nela
e agora dói em mim.


Resta o silêncio, sempre
O silêncio da gritaria da saudade.

Um comentário:

  1. Que bom que voltou a compartilhar suas poesias conosco. Linda!

    ResponderExcluir