11 fevereiro, 2012

transformado



nosso silêncio já não me deixa tão aflita. aprendemos a nos olhar e dizer sem palavras tudo o que for e o que não é também. o medo das palavras ficou pra trás, te digo agora que só quero uma noite de vinho, cigarros & amor; com você. seus olhos brilhantes de menino, me falam e sua boca me olha com tanta ternura que preciso sentir seu cheiro, profundamente. quero encher o meu espaço com o teu gosto, que não muda e sempre me agrada. o que temos é mágico, é tão real que explode de tão forte, ficando suspenso no ar, fazendo surgir uma esfera que nos conecta a cada suspirar.

Um comentário:

  1. Saudações quem aqui posta e quem aqui visita.
    É uma mensagem “ctrl V + ctrl C”, mas a causa é nobre.
    Trata-se da divulgação de um serviço de prestação editorial independente e distribuição de e-books de poesia & afins. Para saber mais, visitem o sítio do projeto.

    CASTANHA MECÂNICA - http://castanhamecanica.wordpress.com/

    Que toda poesia seja livre!
    Fred Caju

    ResponderExcluir